Primeira vez no Blog?

O artigo Vozes na Cabeça descreve o que o blog propõe. Quais são as suas reais finalidades e também serve de um pequeno manual e amostra do que acontece aqui. LEI-A E NUNCA MAIS IRÁ DORMIR SOSSEGADO.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Dengue

0 comentários

Em 1985, durante o governo do sandinista Daniel Ortega, a Nicarágua foi palco de uma violenta epidemia de dengue – a primeira a ocorrer na América Latina depois de quase 20 anos. A partir daí, a doença se espalhou pelo subcontinente, fazendo vítimas na Bolívia, Paraguai, Equador, Peru, Venezuela e Brasil. Os sandinistas alegam, desde aquela época, que a dengue era uma arma biológica usada pela CIA para desestabilizar Ortega. De fato, os ESTADOS UNIDOS não reconheceram a eleição do presidente em 1984 e decretaram um embargo comercial ao país no mesmo ano. Como se não bastasse, o nefando Instituto Militar de Pesquisa de Doenças Infecciosas de Fort Detrick, em Maryland, admite que realmente pesquisou a dengue como bioarma. Mas só para o aprimoramento da ciência, é claro. Oficialmente os Estados Unidos não produzem armas biológicas desde 1972. Ah, sim! Por falar nisso, o primeiro surto de dengue hemorrágica aconteceu em Cuba, em 1981.

Um site publicou uma interessante matéria com o tema "Qual é mesmo a Origem da Dengue Hemorrágica?" onde mostra com fatos que há uma grande relação desta doença com os Estados Unidos

domingo, 17 de outubro de 2010

Santo Graal

0 comentários
O Graal tem várias formas. Geralmente é descrito como um cálice, já que "graal" parece derivar de "greal", antiga palavra francesa para "tigela" (a mudança teria razões estéticas: uma tigela sagrada não dá a mínima credibilidade). Mas no romance Perzeval, de Wolfran Von Eschenbach, escrito no final do século 12, o Graal é uma pedra, o que demonstra a mutabilidade do objeto.

Em A Morte de Artur, de Sir Thomas Malory, escrito em 1485, o Graal é a única coisa capaz de salvar o rei moribundo e seu reino, que agoniza junto com ele. A associação do Graal com a fertilidade da terra parece indicar que o mito tem origem celta, como quase tudo que se relaciona ao rei Artur.

Nas lendas cristãs, o Graal aparece em dois momentos cruciais da história de Jesus Cristo: é usado na celebração da santa ceia e para recolher o sangue do Messias na crucificação. José de Arimatéia teria ficado com o cálice e o escondido em Glastonbury, na Inglaterra. Outra versão diz que quem ficou com o Graal foi Maria Madalena, que o levou para Marselha, na França.

Os autores de O Santo Graal e a Linhagem Sagrada (Nova Fronteira, 1993) argumentam que o Graal não é um objeto, mas sim uma linhagem: a descendência de Jesus Cristo e Maria Madalena. Em muitos manuscritos antigos (e mesmo na versão relativamente atual de Malory), o cálice é chamado de sangraa! ou sangreal, que significaria, claro,"sangue real". Esses descendentes teriam se mistura do à linhagem real dos francos dando origem à DINASTIA MEROVÍLGIA.

Os autores de Rex Deus (Imago, 2002), que discute o mesmo tema, afirmam que Cristo e Madalena tiveram pelo menos dois filhos: Tiago (levado à Inglaterra por José de Arimatéia) e Sara (levada à França por Maria Madalena). Esta linhagem sagrada traria uma guerra secreta e sem tréguas contra o VATICANO. Até hoje.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A Nova Ordem Mundial

0 comentários


A expressão foi usada pelo então presidente americano George Bush, pai, em 1991, logo depois da queda do Muro de Berlim e do esfacelamento da União Soviética. “Bush definiu esta Nova Ordem Mundial como lia união das nações para alcançar as universais aspirações humanas de paz, segurança e liberdade”. Tudo isso, claro, sob o comando e a inspiração dos ESTADOS UNIDOS, a potência militar hegemônica. Em seus aspectos econômicos, a Nova Ordem Mundial se confunde com o neoliberalismo globalizado que prega a diminuição das tarifas alfandegárias, a criação de grandes blocos econômicos (União Européia, Mercosul, Alca) e uma ingerência cada vez menor do Estado na economia. A Nova Ordem Mundial implica, portanto, no enfraquecimento - ou pelo menos na redefinição - do Estado-nação.

Entre os esotéricos, a Nova Ordem Mundial é só um nome diferente da velha Era de Aquário ou Nova Era, quando todos nós sairemos distribuindo flores e fazendo amor. Esse momento mágico de tolerância religiosa e harmonia holística também foi chamado de Aeon de Horus pela besta ALEISTER CROWLEY. Para os cristãos fundamentalistas, no entanto, essa Nova Era pagã marca o triunfo de Satanás num mundo comandado pelo Anticristo.

Já os paranóicos de carteirinha vêem na Nova Ordem Mundial a concretização dos planos secretos da ILLUMINATI e da MAÇONARIA. A misteriosa organização PRIORATO DE SIÃO também é acusada de conspirar pela criação de um governo global comandado pelos descendentes de Jesus e MARIA MADALENA.

O irônico é que talvez todas as visões da Nova Ordem Mundial sejam convergentes. Vejamos. Se a Illuminati e a maçonaria são, como afirmam seus detratores, ordens que cultuam mistérios egípcios, é possível que estejam secretamente apressando o Aeon de Horus, a aurora do neo­paganismo.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

A Illuminati

0 comentários

A Ordem dos Iluminados - ou, simplesmente, Illuminati - foi fundada na Bavária, em 1776, pelo maçam e ex-jesuíta Adam Weishaupt (1748-1811), que assumiu o cognome de Spartacus. A sociedade secreta era antieclesiástica, se opunha aos Estados monárquicos e pregava a democracia secular. Seu objetivo era criar uma sociedade iluminista e banir as crendices absurdas que obscureciam a razão. Numa segunda etapa, a ordem se empenharia na construção de uma NOVA ORDEM MUNDIAL que começaria com a unificação européia e levaria, no futuro, a um governo planetário.

Banir as crendices absurdas que obscurecem a razão parece um propósito dos mais nobres. Mas isso, infelizmente, implicaria na eliminação de todas as teorias conspiratórias que conhecemos e deixaria o mundo muito mais chato. Seja como for, a Illuminati não foi muito longe. Em 1784, menos de dez anos depois da sua fundação, o governo alemão destruiu a irmandade.

Oficialmente, pelo menos.

Vários paranóicos afirmam que a Illuminati nunca foi dissolvida. Ao contrário, a ordem está ativa e prestes a alcançar seu objetivo. O fato de não percebermos a mão invisível da organização apenas comprova a sua eficiência. Vários acontecimentos da história mundial - a revolução francesa em, 1789 e a revolução russa em 1917 - teriam sido articulados pelos iluminados da Bavária.

Sem falar, naturalmente, no assassinato do presidente americano John Kennedy, em 1963.

Diversas organizações aparentemente adversárias - os partidos comunistas, a CIA, a ONU, a Otan, a MAÇONARIA, o FMI - trabalham secretamente para a Illuminati, com o apoio da imprensa e de Hollywood, é claro. Toda vez que o dólar sobe, o Banco Central aumenta os juros e o PIB cai, a culpa é da Illuminati.

Toda vez que colocam uma novela chata ou um reality show insuportável no ar, a culpa também é da Illuminati.

Tudo, enfim, é culpa da Illuminati.


segunda-feira, 9 de agosto de 2010

A história do mundo segundo as conspirações

0 comentários

Esqueça os livros de história: eles são produto de uma conspiração universal que oculta os fatos mais significativos da trajetória humana. A verdadeira história do mundo, do princípio ao fim, é esta aqui. Se ela não faz sentido, a culpa, definitivamente, não é do autor.

25.000.000 a.C.
·         Surgem os primeiros primatas

800.000 - 250.000 a.C.
·         O homo erectus do tipo neandertal se espalha pelo planeta

250.000 a.C .

Alienígenas provocam mutação genética no homo erectus

250.000 - 50.000 a.C.
·         O homo sapiens substitui o neandertal como espécie dominante

100.000 a.C.
·         Guerra entre as civilizações Lemúria e Atlântida. Derrotados, os lemurianos se refugiam no interior oco da Terra e criam o reino de Agartha

10.000 a.C.
·         A Terra, até então sem Lua, captura o atual satélite, causando grandes transformações no planeta
·         A Atlântida afunda
·         Alienígenas reptilianos entram em contato com humanos e geram uma linhagem hibrida

5.000 a.C.
·         Surge a Suméria, primeira civilização humana segundo a historiografia oficial

3.000 a.C.
·         Alienígenas de Sírius entram em contato com civilizações do Oriente Médio e geram uma linhagem híbrida

2.700 a.C.
·         Construção das pirâmides egípcias

950 a.C.
·         Construção do Templo de Salomão
·         Fundação mítica da Maçonaria

750 a.C.
·         Fundação de Roma

31 a.C.
·         Biblioteca de Alexandria é queimada pelos Homens de Preto

0
·         Nascimento de Jesus Cristo

0-33
·         Nascimento de Maria Madalena, suposta descendente de alienígenas de Sirius
·         Pregação de Jesus Cristo na Galiléia

622
Maomé migra para Medina e inicia o calendário muçulmano

750
·         O árabe Abdul Alhazred escreve o Necronomicon, espécie de "quem é quem" das entidades cósmicas pré-diluvianas

815
·         Falsa doação do imperador romano Constantino dá ao papa o controle do Ocidente

1034
·         Criação da Seita dos Assassinos na Pérsia

1090
·         Fundação da sociedade secreta Priorato de Sião para garantir o direito dos Merovíngios ao trono da França e Israel

1095
·         Começa a primeira Cruzada

1099
·         Cruzados conquistam Jerusalém. Godofredo de Bouillon, descendente dos Merovíngios, é o primeiro rei cristão da Cidade Santa

1113
·         Fundação da Ordem dos Cavaleiros do Hospital de São João (conhecida atualmente como Cavaleiros de Malta)

1118
·         Fundação da ordem dos Cavaleiros Templários, braço armado do Priorato de Sião

1118-1187
·         Templários escavam as ruínas do templo de Salomão em busca de tesouros perdidos e aprendem técnicas de controle mental com a Seita dos Assassinos

1187
·         Queda do reino cristão de Jerusalém. Templários levam seus tesouros e relíquias para a Europa

1209
·         O papa Inocêncio III declara guerra santa aos hereges cátaros. Os Templários se recusam a lutar

1244
·         Montsegur, última fortaleza cátara, se rende, depois que um tesouro misterioso é retirado da cidade

1307
·         Vaticano declara guerra total aos defensores da linhagem de Cristo. Jacques De Molay, grão-mestre templário, é acusado de heresia

1500
·         Descobrimento do Brasil

1558
·         Inglaterra adota o protestantismo e rompe com o Vaticano

1717
·         A maçonaria é oficialmente fundada na Inglaterra

1776
·         Criação da Illuminati na Alemanha

1783
·         Liderados pela maçonaria, os norte-americanos vencem os ingleses e criam os Estados Unidos

1784
·         A Illuminati simula a própria extinção para agir sem ser importunada

1789
·         Liderados pela maçonaria, inconfidentes mineiros rebelam-se contra Portugal
·         Liderada pela maçonaria e pela Illuminati, a Revolução Francesa destrona a nobreza

1841
·         Edgar Allan Poe assassina Mary Rogers para escrever O Mistério de Marie Roget

1875
·         Nasce Aleister Crowley, a Besta do Apocalipse

1888
·         Protegido pela maçonaria, Jack, o Estripador, mata cinco prostitutas em Londres

1903
·         Corte russa fabrica os falsos Protocolos dos Sábios de Sião (um plano sionista de dominação mundial)

1904-1919
·         Aleister Crowley faz contato com um alienígena de Sírius

1914
·         A Illuminati ou a maçonaria - ou ambas - cria a Liga das Nações (ONU), primeiro passo para a implantação da Nova Ordem Mundial

1914-1918
·         Primeira Guerra Mundial

1917
·         A Illuminati fomenta a revolução bolchevique e derruba o czar russo Nicolau 11

1918
·         Jean Cocteau vira grão-mestre do Priorato de Sião

1925
·         O explorador inglês Percy Harrison Fawcett acha a entrada para o mundo subterrâneo de Agartha na Serra do Roncador, Brasil

1934
·         Nazistas fazem um pacto com alienígenas greys e/ou com habitantes do reino subterrâneo de Agartha

1939
·         Começa a Segunda Guerra Mundial

1942
·         Nazistas promovem expedição em ilha do Báltico para encontrar possível entrada para a Terra Oca

1943
·         Experimento Filadélfia faz o navio americano USS Eldridge viajar 40 anos para o futuro. É criado o Projeto Fênix para investigar os efeitos do Experimento Filadélfia

1945
·         Termina a Segunda Guerra Mundial. Derrotados, altos oficiais nazistas, incluindo talvez o próprio füher, se refugiam em Agartha
·         Bombas atômicas são jogadas em Hiroshima e Nagasaki
·         Começa uma falsa Guerra Fria entre russos e americanos
·         ONU (Organização das Nações Unidas) substitui a Liga das Nações

1947
·         Alemães conquistam a Lua
·         O bruxo e cientista John Whiteside Parsons abre um portal dimensional no deserto de Mojave, Estados Unidos, possibilitando uma invasão grey da Terra
·         Disco voador pilotado por alienígenas greys cai em Roswell, Novo México
·         Governo americano cria o Majestic 12 para monitorar contatos com extraterrestres
·         A CIA é criada e incorpora a rede de espionagem nazista na Europa
·         Explorador Richard Evelyn Byrd encontra entrada para Agartha no Pólo Norte.
·         Morte de Aleister Crowley

1950 - 1960
·         Americanos fazem pacto com alienígenas greys. Majestic 12 passa a agir como organismo autônomo

1953
·         A CIA cria o programa MK Ultra de controle mental

1954
·         O psicólogo Wilhelm Reich chega à conclusão de que os discos voadores usam a orgone como combustível e inventa um aparelho capaz de desintegrar as naves alienígenas.

1956
·         O psicólogo Wilhelm Reich é preso pelo governo americano. Suas anotações são destruídas

1957
·         O brasileiro Antônio Villas Boas é abduzido e induzido a fazer sexo com uma extraterrestre

1958
·         O psicólogo Carl Gustav Jung chega à conclusão de que os discos voadores são uma projeção do inconsciente coletivo

1961
·         Relatada primeira abdução de humanos por alienígenas greys

1962
·         Expedição russo-americana conquista a Lua

1963
·         John Kennedy é assassinado por Lee Harvey Oswald, pela máfia, pela CIA, pela KGB, por castristas, por antícastristas, pela maçonaria, pela IIluminati, pelo complexo industrial militar e pelo Majestic 12

1965
·         Alienígenas de Ummo entram em contato, via carta, com cientistas e outras autoridades terráqueas

1966
·         Paul McCartney morre e é substituído por um sósia sem talento

1967
·         O americano Daniel Keith Ludwig inicia, no Pará, o Projeto Jari, primeira etapa do plano para internacionalizar a Amazônia

1968
·         A IlIuminati assassina o senador americano Robert Kennedy

1969
·         Expedição russo-americana conquista Marte
·         Controlado pela CIA, por satanistas ou ambos, Charles Manson e "família" chacinam sete pessoas

1971
·         Jim Morrison forja sua morte e vira Thomas Pynchon

1972
·         A Apollo 17 faz o último pouso tripulado na Lua. Oficialmente

1976
·         Sonda Viking fotografa uma face esculpida no solo de Marte

1977
·         OVNIs vampiros fazem vítimas no interior do Pará, Brasil

1978
·         João Paulo I é assassinado pelos Cavaleiros de Malta e pela Máfia
·         913 seguidores do pastor Jim Jones são "suicidados" na Guiana para ocultar uma operação secreta do MK Ultra

1979
·         Greys rompem acordo de cooperação com americanos
·         União Soviética invade o Afeganistão. Osama Bin Laden organiza a resistência islâmica com ajuda da CIA

1983
·         Tutelado pelo governo americano e por um consórcio de alienígenas, o Projeto Montauk domina a viagem no tempo e altera a história. Toda a realidade fica sob suspeita

1987
·         O presidente americano Ronald Reagan elabora programa de militarização do espaço para deter a invasão da Terra pelos alienígenas greys

1991
·         George Bush, pai, usa em público a expressão Nova Ordem Mundial para definir o mundo pós-Guerra Fria

1993
·         A série de TV Arquivo X entra no ar

1994
·         O roqueiro Kurt Cobain é assassinado pela namorada, Courtney Love

1996
·         Dois alienígenas são capturados em Varginha, Brasil, e levados para um laboratório secreto na Universidade Estadual de Campinas
·         P.C. Farias, eminência parda do governo Fernando Collor de Mello, é assassinado

1997
·         Diana Spencer é assassinada pelo MI 6, por aliens reptilianos, ou por ambos

1998
·         Nike obriga o Brasil a perder a Copa da França

2001
·         Livro didático norte-americano mostra a Amazônia como área internacionalizada
·         Elba Ramalho declara que foi abduzida e "chipada" por alienígenas
·         Estados Unidos permitem (ou forjam) atentados terroristas em território americano para justificar agressão ao Oriente Médio
·         Roberto Marinho morre, mas as organizações Globo conspiram para manter o fato em segredo

2003
·         George W. Bush decide atacar o Iraque

2012
·         Fim do mundo no calendário maia. Ressurgimento da Atlântida

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Estados Unidos

0 comentários
Por que a nota de um dólar usa o símbolo maçônico do "olho que tudo vê" sobre uma pirâmide? Simples. Os Estados Unidos são o resultado de uma "conspiração maçônica”.

Embora o Departamento de Estado atribua um significado totalmente diferente ao símbolo (o país será duradouro como uma pirâmide, desde que guiado por Deus), a MAÇONARIA esteve profundamente envolvida na Guerra da Independência (1775-1783). Assim como também se meteu na Inconfidência Mineira (1789) e na Revolução Francesa (1789). As datas curosamente próximas sugerem uma certa organização mundial, ne c'est pas? Chegaremos lá.

Benjamin Franklin, Paul Revére, John Hancock, George Washington e Thomas Jefferson, para citar apenas alguns líderes da insurreição americana, eram maçons. Conspirólogos argumentam que, embora os americanos tenham adotado os "bons" ideais da irmandade (liberdade, igualdade e fraternidade), também adotaram os "maus" (extremo individualismo, adoração pelo lucro e, é claro, o imperialismo). Afinal, a revolução - ou conspiração, se preferir - ainda não acabou. Depois de conquistar as 13 colônias, a maçonaria se lançou num ambicioso plano de dominação mundial que começou com a criação da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1914. Nesta etapa, os maçons vão implantar um governo multinacional que terá os Estados Unidos como referência e liderança. Chato vai ser quando nos obrigarem a usar chapéu de Mickey Mouse.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Amazônia Internacionalizada

0 comentários

Nos intricados planos para a implantação da NOVA ORDEM MUNDIAL, a floresta amazônica desempenha um papel estratégico. Conspirólogos brasileiros afirmam que os ESTADOS UNIDOS tramam desde 1816 para assumir o controle da floresta, rica em minérios e plantas medicinais. A paranóia nacionalista tem adeptos tanto na direita quando na esquerda e você certamente já recebeu e-mails alertando sobre essa terrível ameaça à nossa soberania. Algumas mensagens eletrônicas trazem em anexo o fac-símile da página do livro didático An Introduction to Geography (Uma Introdução à Geografia), de um certo David Norman, que é supostamente usado nas escolas americanas e mostra o mapa do Brasil sem a Amazônia, tratada como área internacionalizada.

Bem, lamento decepcioná-Io, leitor paranóico, mas esta história é falsa. O jornal O Estado de S. Paulo de 2 de dezembro de 2001 apurou que o e-mail teve origem na comunidade acadêmica da UNESP e da UNICAMP. Não existe livro nenhum com esse título registrado na Biblioteca do Congresso e, além disso, o texto da página fac-similar evidencia que o autor tem precários conhecimentos da língua inglesa.

Mas isso não significa que a conspiração pela internacionalização da Amazônia seja falsa. Vários ecologistas americanos e europeus defendem esta idéia e existem óbvios interesses econômicos por trás de grupos que se definem como ambientalistas. Segundo o site Brasil.iwarp.com, mantido por militares brasileiros da reserva, o plano começou quando o FMI "forçou" o então presidente Fernando Collor de Mello a demarcar um imenso território de 94 mil quilômetros quadrados como reserva ianomâmi. Teria sido o primeiro passo para que, no futuro, a Nação lanomâmi proclame a independência e exija a intervenção da ONU na região.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Atlântida

0 comentários


O primeiro a falar do continente perdido da Atlântida foi o filósofo ateniense Platão (417-347 A.C.) nos textos Timeu e Crítias. Ele teria ouvido a história de alguém que a ouvira do poeta Sólon (615-535 A.C.) que, por sua vez, a ouvira dos sacerdotes da cidade egípcia de Sais. Segundo o relato, nove mil anos antes da época de Sólon (mais ou menos 10.000 A.C.), a Atlântida dominava toda a costa do Mediterrâneo. A ilha-continente ficava além dos Pilares de Hércules (que hoje conhecemos como o Estreito de Gibraltar), era governada por um colegiado de dez reis e tinha sido fundada por descendentes do titã Atlas (daí o nome). Os atlantes, muito abusados, resolveram escravizar todos os povos do mundo. Os deuses ficaram furiosos e fizeram a civilização desaparecer do mapa numa série de terremotos e inundações.

Embora a história oficial não reconheça a existência de uma civilização avançada em 10.000 a.C. (Jericó, a comunidade humana mais antiga do mundo, surgiu em 9.000 A.C. e nada mais era que uma vila de agricultores cercada por muros de barro), idéias associadas à Atlântida aparecem na literatura paracientífica, seitas exóticas, escolas esotéricas, organizações secretas e teorias conspiratórias.
A SOCIEDADE TULE, grupo ocultista alemão que, segundo Jacques Bergier, influenciou muitos líderes nazistas, acreditava na existência da raça superior atlantiana, considerada a ancestral dos arianos. O continente perdido também ocupa lugar de destaque nas teorias sobre a TERRA OCA (o interior do planeta seria habitado por atlantes ou lemurianos refugiados).

A arqueologia, no entanto, nunca encontrou artefato ou ruína que comprove a existência da Atlântida. Teorias que associam as pirâmides maias às egípcias, como prova; de uma herança cultural comum, caem por terra quando se confrontam as datas de construção dos monumentos. As egípcias foram feitas em 2.700 A.C. O templo de Tenochtitlan foi terminado por volta de 1487 d.C. É possível, entretanto, que uma vasta conspiração da ciência oficial esteja nos escondendo a verdade. Vai saber.

Uma das teorias mais interessantes sobre onde ficava a Atlântida foi desenvolvida pelo jornalista britânico Graham Hancock no livro As Digitais dos Deuses (Rosa dos Tempos, 1999). Segundo ele, o acúmulo de gelo nos pólos força a crosta terrestre a deslizar periodicamente, fazendo vastas regiões do planeta mudarem de lugar. O último grande deslizamento aconteceu há aproximadamente dez mil anos. A Atlântida, segundo ele, não foi tragada pela água, mas soterrada pelo gelo. O continente perdido é o mesmo que nós chamamos hoje de Antártida. Só não vemos as construções prodigiosas dos atlantes porque elas estão debaixo de toneladas e toneladas de gelo. Felizmente, segundo Hancock, antes de sumir sob a era glacial repentina, os atlantes deixaram pistas para que futuras civilizações pudessem se prevenir dos deslizamentos periódicos da crosta. Uma dessas pistas é o calendário maia, que termina em 2012, quando nós todos, garante o escritor, entraremos na maior gelada.

sábado, 26 de junho de 2010

11 de Setembro de 2001

0 comentários
Existem várias teorias conspiratórias envolvendo os múltiplos atentados terroristas nos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001. Segundo a deputada americana Cynthia McKinney, do Partido Democrata, o presidente George W. Bush sabia antecipadamente dos ataques. Sabia e não fez nada. McKinney diz que a administração Bush precisava lançar os Estados Unidos numa nova guerra para beneficiar um certo Carlyle Group, firma de investimento baseada em Washington. George Bush pai, é um dos conselheiros da empresa, que também conta com vários ex-militares linha dura na mesa diretiva. O Carlyle Group teria investido muita grana na indústria bélica, e uma nova guerra era tudo que eles precisavam para turbinar os lucros. Representantes do Carlyle Group reagiram com bom humor às acusações da deputada: “Ela disse isso em ROSWELL, Novo México?”, perguntou o assessor de imprensa Chris Ullman em abril de 2002, quando a denúncia foi feita.

O tom irônico não inibiu o surgimento de várias outras teorias conspiratórias. Uma delas, divulgada pela internet, afirma que o Pentágono não foi atingido por um Boeing 757, mas sim por um carro-bomba. O autor francês Thierry Meyssan foi ainda mais longe no livro L’Effroyable Imposture (Editions Carnot, 2002). Ele diz que os aviões que se chocaram contra o World Trade Center eram pilotados por controle remoto e que o Pentágono foi, na realidade, atingido por um míssil americano. Outra teoria popular é que o vôo 93 da United Airlines, oficialmente derrubado pelos próprios passageiros na Pennsilvânia, foi, na verdade, abatido por caças americanos.


Vejam algumas evidências sobre as torres de Nova Iorque:
Abaixo apresentamos várias evidências sobre o fato de que a derrubada das torres de Nova Iorque NÃO foi feita por terroristas:

1) No dia seguinte à derrubada, o governo dos EUA já tinha nome, endereço e fotos dos "terroristas". Por que não os pegaram antes então?

2) Já havia câmeras de TV profissionais colocadas estratégica, dissimulada e sorrateiramente para transmitirem o evento a todo o mundo, desde o seu início, em vários ângulos.

3) Os "atentados" aconteceram antes das 09:00, hora local, quando a maioria dos funcionários nem tinha chegado ainda, já que nos EUA a hora de trabalho começa por volta das 10:00 da manhã.

4) Mais de 80% dos trabalhadores das torres eram de imigrantes e, sabe-se bem, que os EUA não têm simpatia por imigrantes e não os recebem bem.

5) Existe uma informação não confirmada de que cerca de 3.000 trabalhadores judeus das torres não foram trabalhar naquele dia.

6) Você viu alguma lista de passageiros dos dois aviões ser divulgada? Claro que não, pois ninguém viu.

7) Sempre que há um acidente aéreo, familiares e amigos vão aos aeroportos buscar notícias sobre os passageiros. Você viu isso acontecer? Claro que não, ninguém viu, pois nada foi divulgado sobre isso, já que não havia o que divulgar. Aqueles aviões voaram por controle remoto. Sabemos que isso já é tecnologicamente possível hoje em dia.

8) O número dos vôos daqueles aviões era 093 e 011. Segundo foi divulgado o 093 devia ser relacionado ao ano de 1993, quando uma bomba explodiu na garagem de uma daquelas torres e, o número 011, deveria ser relacionado ao próprio dia 11 de Setembro. Cá pra nós, acredito que sequestrar um avião deve ser uma tarefa muito difícil; sequestrar dois aviões deve ser mais difícil ainda; sequestrar dois aviões no mesmo dia e horário deve ser bem mais complicado. Será que os terroristas ainda iriam ter exigência para escolher os números de vôos? Qual a vantagem disso pra eles? Seria a de aumentar a complicação? Nenhuma vantagem nem importância, claro! A ligação desses números aos "atentados" só tem serventia àqueles que pretendem montar e forjar provas contra alguém.

9) Sempre quando um grupo de terrorismo verdadeiro faz algum atentado,imediatamente esse grupo reivindica o atentado para si, pois isto traz prestígio àquele grupo. Você viu algum grupo fazer isso? Claro que não, nenhum grupo reivindicou aqueles "atentados". Mais uma evidência de que não há sentido em relacionar os números 093 e 011 aos "atentados" e atribuir os "atentados" a um grupo de terrorismo não-oficial. E o fato de ter ficado em aberto quem realmente praticou aqueles atos, faz com que os EUA ataquem todo mundo indiscriminadamente, isto é, bombardeiem os países cujos governantes eles têm interesse em derrubar. Se um grupo tivesse assumido os "atentados" então os EUA seriam forçados a combater somente tal grupo, o que não é de interesse pra eles, pois era pra deixar tudo em aberto mesmo para "terem" o perverso "direito" de atacar quem quiserem.

10) Sequestrar e manter esses aviões sequestrados apenas com canivetes ou faquinhas e sem nenhuma arma de fogo em punho parece ser tarefa cinematográfica e difícil de imaginar que nenhuma reação tivesse sido tomada com efeito.

11) O dia escolhido para os "atentados" foi o 11 de setembro ou 11/9. Porém, os países de fala inglesa invertem a ordem e escrevem 9/11. Este número coincide com o número 911, adotado e conhecido nos EUA como o número de emergências.

12) A área das torres, desde há muitos anos, já era deficitária economicamente.

13) Agora vamos analisar tecnicamente a queda das torres. Todo mundo viu e percebeu que as torres caíram como implosões perfeitas. Todo mundo estranhou isso. Mas, deixando as primeiras impressões de lado, vamos verificar como as torres foram construídas e entender as explicações técnicas dadas para as suas quedas quase perfeitamente verticais, sendo que os escombros ficaram exatamenteconvencional. A questão mais importante vem agora. Trata-se do terceiro prédio, aquele menor e que ficava atrás das duas torres. Este terceiro prédio foi construído de alvenaria e de forma convencional. A explicação para a sua queda foi a de que os abalos produzidos nas duas torres geraram abalos sísmicos equivalentes a de um terremoto e estes então derrubaram aquele prédio. Vocês viram como aquele prédio caiu de forma perfeitamente vertical, como uma implosão mais do que perfeita? Vocês também percebem como a mídia pouco mostra e pouco se refere àquele terceiro prédio? É incrível, pois os terremotos sempre ocasionam quedas laterais dos prédios afetados,nunca tão verticais. E, por que, esse terremoto escolheu um único prédio daquela área?

14) Há poucos dias, recebi uma foto que apresenta uma vista aérea da área das torres, porém, mostrando uma imagem invertida, ou seja, vendo-se em primeiro plano o "terceiro" prédio e depois as torres. Fica fácil de perceber e entender através desta foto que esse terceiro prédio simplesmente estava atrapalhando a área física do terreno das torres. E agora, recentemente, sabe-se que eles vão construir naquela área o maior edifício do mundo. Será que a área das torres não estava precisando ser limpada?

15) Portanto, já se nota que a derrubada das torres e do terceiro prédio atendeu e resolveu várias finalidades:

a) colocar a culpa em terroristas e, mesmo sem prova nenhuma e com simples menção às torres, tentar justificar os ataques e invasões dos EUA contra Estados soberanos, dominá-los e obter as suas riquezas diretamente;

b) a toda invasão feita pelos EUA eles invocam os "atentados" às torres ou aos terroristas.Ronald Reagan impressionava seu povo dizendo que a Nicarágua (!) iria invadir os EUA, a mídia insistia nisso e o povo bacon-com-hamburguer-e-batata-frita acreditava;

c) limpar o terreno e resolver o problema da área economicamente deficitária, onde agora entendemos que o mesmo precisava ser utilizado para a construção de prédios mais altos e mais modernos do mundo, para eles mostrarem e imporem a sua pujança, cuja "pujança" cultural, porém, sucumbiu aos níveis mais baixos e bárbaros da história humana;

d) eliminaram alguns imigrantes e dificultaram ainda mais a entrada de outros;

e) com os ataques bélicos e invasões, usaram a ONU para desarmar o Iraque e a desmoralizaram mais do que já estava, ou melhor, eles vão se servir dela quando precisarem novamente e fizeram a ONU e o resto dos países de trouxa;

f) com as invasões e ameaças dividiram a União Européia, mais do que já era dividida;

g) desejam eliminar todos os mandatários e países que não se alinham com as políticas anti-democráticas norte- americanas, inclusive fazendo embargos criminosos;

h) colocaram todos os países em estado de alerta e trouxeram de volta a corrida armamentista, tendo o Bush e o Dick Cheney, por exemplo, interesses nas indústrias do petróleo, construção civil e de armamentos dos EUA.

16) A conspiração para botar a culpa em outros não é nova naquelas bandas de lá. Na década de sessenta, a CIA propôs a John Kennedy um plano para matar 2.000 americanos com o fim de culpar Cuba, mas JFK não aceitou.

17) Dick Cheney, vice-presidente dos EUA no governo de Bush-filho, foi diretor da CIA no governo de Bush-pai.

18) Bill Clinton disse que Bush é um "animal político, capaz de fazer de tudo para se eleger".

19) Mentira é o que não falta para os Estados Unidos:
eles utilizam todo o poder da mídia a seu favor para invadir e destruir países de forma bárbara bem como despreza o resto do mundo com o falso pretexto de encontrar armas de destruição em massa, mas exatamente os EUA usaram bombas nucleares de urânio na Guerra do Golfo e também na invasão ao Iraque em 2003 (Jornal da Band, 15/04/03). A fumaça em forma de cogumelo, característica e exclusiva de bombas nucleares, pôde ser vista claramente durante os bombardeios dos Estados Unidos sobre Bagdá. Mas isto é minimizado e escondido por eles e pela mídia e tudo fica por isso mesmo.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Nunca Fomos à Lua

0 comentários
Os livros de História mentem. Os livros de ciência tam­bém. Nós nunca fomos à Lua e a frase famosa de Neil Armstrong ("Este é um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade") foi pronunciada num estúdio de TV, no deserto de Nevada.

Essa tese é defendida, entre outros, pelo escritor Bill Kaysing, autor de We never went to the moon (Health Research, 1997). Kaysing trabalhou para a Rocketdyne Research Department que, por sua vez, prestou serviços para o Projeto Apollo. Segundo ele, a NASA não tinha tecnologia para colocar o homem na Lua em 1969. Mas a corrida espacial com os russos obrigava os americanos a fazer isso, de uma forma ou de outra. A Apollo 11 foi realmente lançada, mas pousou no Pólo Sul, algumas horas depois. Os astronautas Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins foram então levados para o tal estúdio de TV secreto e encenaram a conquista da Lua, com frases de efeito, bandeiras americanas e tudo o mais. Segundo Kaysing, as imagens veiculadas pela televisão são evidentemente falsas. As principais pistas são:
  1. Não há estrelas no céu. Se não existe atmosfera na Lua, as estrelas deveriam ser visíveis.
  2. Como dito acima, não existe atmosfera, sendo assim, não existe pressão atmosférica (vento), como então a bandeira dos EUA estava balançando majestosamente.
  3. As gravações originais, misteriosamente, desapareceram.
  4. Nunca mais, mesmo com a nossa tecnologia disponível, nunca mais conseguiram ir a lua.
  5. O processamento do computador que levou o homem a lua é INFERIOR a um celular comum.
  6. Não existe nenhuma cratera em cena e a Lua, como se sabe,é cheia de crateras.
  7. As sombras dos astronautas no chão não são paralelas e, em alguns casos, apontam para direções opostas, como se existissem duas fontes de luz. Mas só existe uma: o Sol.
  8. O módulo lunar não deixou marcas profundas no solo, embora pesasse mais de 13 quilos.
  9. Uma das pedras que aparece em cena estaria marcada com a letra "e". Talvez seja uma pista deixada pelos conspiradores.


James Oberg, engenheiro espacial da Rockwell lnternational, que também trabalhou no Projeto Apollo, contesta todas as afirmações de Kaysing. "Toda época de exploração gera seus mitos, dos fenícios a Marco Polo", explica. "Parte da humanidade sempre nega que a jornada tenha sido realizada, fantasiando sobre criaturas fantásticas e coisas assimO que me surpreende é que essa crença tenha tão poucos adeptos.

Bill Kaysing contra-argumenta afirmando que Oberg faz parte da conspiração orquestrada pela Nasa paresconder a verdade.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Abdução Alienígena

0 comentários

Abdução alienígena é o nome que se dá ao seqüestro e abuso físico de seres humanos por criaturas do espaço ex­terior. Parece produto de uma mente doentia - e talvez seja. Só que são milhões de mentes doentias.

Numa pesquisa realizada em 1991 nos Estados Unidos pela Roper Organization, 3,7 milhões de pessoas afirmaram ter sido seqüestradas por alienígenas e submetidas a exames físicos invasivos. É a população de Cingapura. Imagine Cingapura inteira sendo seqüestrada por um disco voador e violentada por alienígenas. É mais ou menos isso.

Os relatos dos abduzidos são surpreendentemente parecidos:
·         A vítima acorda paralisada com a sensação de que alguém ou alguma coisa está no quarto. Ela vê luzes ou objetos luminosos flutuando ou invadindo o ambiente (uma luz forte que entra pela porta, por exemplo). Em lugares abertos, é paralisada por um raio de luz que sai de um OVNI (Objeto Voador Não Identificado).

·         O seqüestrado tem a sensação de que esteve voando, embora não possa explicar como nem o porquê.

·         Além disso, experimenta a chamada "supressão de tempo: O abduzido tem a sensação de que muito tem­po se passou, mas não consegue se lembrar do que fez ou onde esteve no período desaparecido. Geral­mente, ele só se recorda da experiência por meio de hipnose regressiva.

·         Abduzidos freqüentemente reclamam de molestamento sexual, afirmando que seu esperma ou seus óvulos foram roubados.

·         Algumas vítimas apresentam cicatrizes misteriosas. Outras afirmam que objetos metálicos foram implantados no seu corpo.


Se você já experimentou quatro desses cinco sintomas é possível que já tenha sido seqüestrado e abusado por
alienígenas. Mas não entre em pânico. A maioria dos abduzidos considera a experiência positiva, apesar do trauma
eventual.

A abdução alienígena não é muito diferente da chamada experiência de quase-morte, na qual a pessoa descreve túneis de luz, anjos e a presença de familiares desencarnados. Também tem um certo parentesco com os demônios sexuais íncubus e súcubus, que assombravam os religiosos na Idade Média. Talvez seja o mesmo fenômeno visto de várias maneiras por vítimas com formação cultural diferente.

O psicólogo americano Michael Persinger sugere que a experiência está relacionada a um estado cerebral conhecido como "paralisia do sono”: Antes de adormecer, entre o esta­do hipnagógico (transição vigília-sono) e o hipnopômpico (transição sono-vigília), a pessoa pode experimentar a sen­sação de que está aprisionada à cama, sem conseguir se mover ou falar. Ela também pode fantasiar um tipo de presença no ambiente mas, como está paralisada, não consegue gritar por socorro. A experiência dura poucos segundos - que parecem horas para a vítima. '


Fim do mistério? Que nada. Está só começando. Todos os abduzidos descrevem o mesmo tipo de alienígena: uma criatura baixinha, de cabeça ovalada, pele cinzenta, com grandes olhos negros sem pálpebras. Entre os ufólogos, esses monstrengos espaciais são conhecidos como GREYS. Eles seriam o tipo mais comum entre as várias entidades extraterrestres que visitam nosso planeta. Algumas teorias conspiratórias afirmam que o objetivo das abduções é pesquisar a biologia terráquea para que os greys possam produzir um HÍBRIDO HUMANO-AlIENíGENA e conquistar o planeta.
 

Seres Conspiratórios. Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com