Primeira vez no Blog?

O artigo Vozes na Cabeça descreve o que o blog propõe. Quais são as suas reais finalidades e também serve de um pequeno manual e amostra do que acontece aqui. LEI-A E NUNCA MAIS IRÁ DORMIR SOSSEGADO.

sábado, 26 de junho de 2010

11 de Setembro de 2001

0 comentários
Existem várias teorias conspiratórias envolvendo os múltiplos atentados terroristas nos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001. Segundo a deputada americana Cynthia McKinney, do Partido Democrata, o presidente George W. Bush sabia antecipadamente dos ataques. Sabia e não fez nada. McKinney diz que a administração Bush precisava lançar os Estados Unidos numa nova guerra para beneficiar um certo Carlyle Group, firma de investimento baseada em Washington. George Bush pai, é um dos conselheiros da empresa, que também conta com vários ex-militares linha dura na mesa diretiva. O Carlyle Group teria investido muita grana na indústria bélica, e uma nova guerra era tudo que eles precisavam para turbinar os lucros. Representantes do Carlyle Group reagiram com bom humor às acusações da deputada: “Ela disse isso em ROSWELL, Novo México?”, perguntou o assessor de imprensa Chris Ullman em abril de 2002, quando a denúncia foi feita.

O tom irônico não inibiu o surgimento de várias outras teorias conspiratórias. Uma delas, divulgada pela internet, afirma que o Pentágono não foi atingido por um Boeing 757, mas sim por um carro-bomba. O autor francês Thierry Meyssan foi ainda mais longe no livro L’Effroyable Imposture (Editions Carnot, 2002). Ele diz que os aviões que se chocaram contra o World Trade Center eram pilotados por controle remoto e que o Pentágono foi, na realidade, atingido por um míssil americano. Outra teoria popular é que o vôo 93 da United Airlines, oficialmente derrubado pelos próprios passageiros na Pennsilvânia, foi, na verdade, abatido por caças americanos.


Vejam algumas evidências sobre as torres de Nova Iorque:
Abaixo apresentamos várias evidências sobre o fato de que a derrubada das torres de Nova Iorque NÃO foi feita por terroristas:

1) No dia seguinte à derrubada, o governo dos EUA já tinha nome, endereço e fotos dos "terroristas". Por que não os pegaram antes então?

2) Já havia câmeras de TV profissionais colocadas estratégica, dissimulada e sorrateiramente para transmitirem o evento a todo o mundo, desde o seu início, em vários ângulos.

3) Os "atentados" aconteceram antes das 09:00, hora local, quando a maioria dos funcionários nem tinha chegado ainda, já que nos EUA a hora de trabalho começa por volta das 10:00 da manhã.

4) Mais de 80% dos trabalhadores das torres eram de imigrantes e, sabe-se bem, que os EUA não têm simpatia por imigrantes e não os recebem bem.

5) Existe uma informação não confirmada de que cerca de 3.000 trabalhadores judeus das torres não foram trabalhar naquele dia.

6) Você viu alguma lista de passageiros dos dois aviões ser divulgada? Claro que não, pois ninguém viu.

7) Sempre que há um acidente aéreo, familiares e amigos vão aos aeroportos buscar notícias sobre os passageiros. Você viu isso acontecer? Claro que não, ninguém viu, pois nada foi divulgado sobre isso, já que não havia o que divulgar. Aqueles aviões voaram por controle remoto. Sabemos que isso já é tecnologicamente possível hoje em dia.

8) O número dos vôos daqueles aviões era 093 e 011. Segundo foi divulgado o 093 devia ser relacionado ao ano de 1993, quando uma bomba explodiu na garagem de uma daquelas torres e, o número 011, deveria ser relacionado ao próprio dia 11 de Setembro. Cá pra nós, acredito que sequestrar um avião deve ser uma tarefa muito difícil; sequestrar dois aviões deve ser mais difícil ainda; sequestrar dois aviões no mesmo dia e horário deve ser bem mais complicado. Será que os terroristas ainda iriam ter exigência para escolher os números de vôos? Qual a vantagem disso pra eles? Seria a de aumentar a complicação? Nenhuma vantagem nem importância, claro! A ligação desses números aos "atentados" só tem serventia àqueles que pretendem montar e forjar provas contra alguém.

9) Sempre quando um grupo de terrorismo verdadeiro faz algum atentado,imediatamente esse grupo reivindica o atentado para si, pois isto traz prestígio àquele grupo. Você viu algum grupo fazer isso? Claro que não, nenhum grupo reivindicou aqueles "atentados". Mais uma evidência de que não há sentido em relacionar os números 093 e 011 aos "atentados" e atribuir os "atentados" a um grupo de terrorismo não-oficial. E o fato de ter ficado em aberto quem realmente praticou aqueles atos, faz com que os EUA ataquem todo mundo indiscriminadamente, isto é, bombardeiem os países cujos governantes eles têm interesse em derrubar. Se um grupo tivesse assumido os "atentados" então os EUA seriam forçados a combater somente tal grupo, o que não é de interesse pra eles, pois era pra deixar tudo em aberto mesmo para "terem" o perverso "direito" de atacar quem quiserem.

10) Sequestrar e manter esses aviões sequestrados apenas com canivetes ou faquinhas e sem nenhuma arma de fogo em punho parece ser tarefa cinematográfica e difícil de imaginar que nenhuma reação tivesse sido tomada com efeito.

11) O dia escolhido para os "atentados" foi o 11 de setembro ou 11/9. Porém, os países de fala inglesa invertem a ordem e escrevem 9/11. Este número coincide com o número 911, adotado e conhecido nos EUA como o número de emergências.

12) A área das torres, desde há muitos anos, já era deficitária economicamente.

13) Agora vamos analisar tecnicamente a queda das torres. Todo mundo viu e percebeu que as torres caíram como implosões perfeitas. Todo mundo estranhou isso. Mas, deixando as primeiras impressões de lado, vamos verificar como as torres foram construídas e entender as explicações técnicas dadas para as suas quedas quase perfeitamente verticais, sendo que os escombros ficaram exatamenteconvencional. A questão mais importante vem agora. Trata-se do terceiro prédio, aquele menor e que ficava atrás das duas torres. Este terceiro prédio foi construído de alvenaria e de forma convencional. A explicação para a sua queda foi a de que os abalos produzidos nas duas torres geraram abalos sísmicos equivalentes a de um terremoto e estes então derrubaram aquele prédio. Vocês viram como aquele prédio caiu de forma perfeitamente vertical, como uma implosão mais do que perfeita? Vocês também percebem como a mídia pouco mostra e pouco se refere àquele terceiro prédio? É incrível, pois os terremotos sempre ocasionam quedas laterais dos prédios afetados,nunca tão verticais. E, por que, esse terremoto escolheu um único prédio daquela área?

14) Há poucos dias, recebi uma foto que apresenta uma vista aérea da área das torres, porém, mostrando uma imagem invertida, ou seja, vendo-se em primeiro plano o "terceiro" prédio e depois as torres. Fica fácil de perceber e entender através desta foto que esse terceiro prédio simplesmente estava atrapalhando a área física do terreno das torres. E agora, recentemente, sabe-se que eles vão construir naquela área o maior edifício do mundo. Será que a área das torres não estava precisando ser limpada?

15) Portanto, já se nota que a derrubada das torres e do terceiro prédio atendeu e resolveu várias finalidades:

a) colocar a culpa em terroristas e, mesmo sem prova nenhuma e com simples menção às torres, tentar justificar os ataques e invasões dos EUA contra Estados soberanos, dominá-los e obter as suas riquezas diretamente;

b) a toda invasão feita pelos EUA eles invocam os "atentados" às torres ou aos terroristas.Ronald Reagan impressionava seu povo dizendo que a Nicarágua (!) iria invadir os EUA, a mídia insistia nisso e o povo bacon-com-hamburguer-e-batata-frita acreditava;

c) limpar o terreno e resolver o problema da área economicamente deficitária, onde agora entendemos que o mesmo precisava ser utilizado para a construção de prédios mais altos e mais modernos do mundo, para eles mostrarem e imporem a sua pujança, cuja "pujança" cultural, porém, sucumbiu aos níveis mais baixos e bárbaros da história humana;

d) eliminaram alguns imigrantes e dificultaram ainda mais a entrada de outros;

e) com os ataques bélicos e invasões, usaram a ONU para desarmar o Iraque e a desmoralizaram mais do que já estava, ou melhor, eles vão se servir dela quando precisarem novamente e fizeram a ONU e o resto dos países de trouxa;

f) com as invasões e ameaças dividiram a União Européia, mais do que já era dividida;

g) desejam eliminar todos os mandatários e países que não se alinham com as políticas anti-democráticas norte- americanas, inclusive fazendo embargos criminosos;

h) colocaram todos os países em estado de alerta e trouxeram de volta a corrida armamentista, tendo o Bush e o Dick Cheney, por exemplo, interesses nas indústrias do petróleo, construção civil e de armamentos dos EUA.

16) A conspiração para botar a culpa em outros não é nova naquelas bandas de lá. Na década de sessenta, a CIA propôs a John Kennedy um plano para matar 2.000 americanos com o fim de culpar Cuba, mas JFK não aceitou.

17) Dick Cheney, vice-presidente dos EUA no governo de Bush-filho, foi diretor da CIA no governo de Bush-pai.

18) Bill Clinton disse que Bush é um "animal político, capaz de fazer de tudo para se eleger".

19) Mentira é o que não falta para os Estados Unidos:
eles utilizam todo o poder da mídia a seu favor para invadir e destruir países de forma bárbara bem como despreza o resto do mundo com o falso pretexto de encontrar armas de destruição em massa, mas exatamente os EUA usaram bombas nucleares de urânio na Guerra do Golfo e também na invasão ao Iraque em 2003 (Jornal da Band, 15/04/03). A fumaça em forma de cogumelo, característica e exclusiva de bombas nucleares, pôde ser vista claramente durante os bombardeios dos Estados Unidos sobre Bagdá. Mas isto é minimizado e escondido por eles e pela mídia e tudo fica por isso mesmo.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Nunca Fomos à Lua

0 comentários
Os livros de História mentem. Os livros de ciência tam­bém. Nós nunca fomos à Lua e a frase famosa de Neil Armstrong ("Este é um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade") foi pronunciada num estúdio de TV, no deserto de Nevada.

Essa tese é defendida, entre outros, pelo escritor Bill Kaysing, autor de We never went to the moon (Health Research, 1997). Kaysing trabalhou para a Rocketdyne Research Department que, por sua vez, prestou serviços para o Projeto Apollo. Segundo ele, a NASA não tinha tecnologia para colocar o homem na Lua em 1969. Mas a corrida espacial com os russos obrigava os americanos a fazer isso, de uma forma ou de outra. A Apollo 11 foi realmente lançada, mas pousou no Pólo Sul, algumas horas depois. Os astronautas Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins foram então levados para o tal estúdio de TV secreto e encenaram a conquista da Lua, com frases de efeito, bandeiras americanas e tudo o mais. Segundo Kaysing, as imagens veiculadas pela televisão são evidentemente falsas. As principais pistas são:
  1. Não há estrelas no céu. Se não existe atmosfera na Lua, as estrelas deveriam ser visíveis.
  2. Como dito acima, não existe atmosfera, sendo assim, não existe pressão atmosférica (vento), como então a bandeira dos EUA estava balançando majestosamente.
  3. As gravações originais, misteriosamente, desapareceram.
  4. Nunca mais, mesmo com a nossa tecnologia disponível, nunca mais conseguiram ir a lua.
  5. O processamento do computador que levou o homem a lua é INFERIOR a um celular comum.
  6. Não existe nenhuma cratera em cena e a Lua, como se sabe,é cheia de crateras.
  7. As sombras dos astronautas no chão não são paralelas e, em alguns casos, apontam para direções opostas, como se existissem duas fontes de luz. Mas só existe uma: o Sol.
  8. O módulo lunar não deixou marcas profundas no solo, embora pesasse mais de 13 quilos.
  9. Uma das pedras que aparece em cena estaria marcada com a letra "e". Talvez seja uma pista deixada pelos conspiradores.


James Oberg, engenheiro espacial da Rockwell lnternational, que também trabalhou no Projeto Apollo, contesta todas as afirmações de Kaysing. "Toda época de exploração gera seus mitos, dos fenícios a Marco Polo", explica. "Parte da humanidade sempre nega que a jornada tenha sido realizada, fantasiando sobre criaturas fantásticas e coisas assimO que me surpreende é que essa crença tenha tão poucos adeptos.

Bill Kaysing contra-argumenta afirmando que Oberg faz parte da conspiração orquestrada pela Nasa paresconder a verdade.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Abdução Alienígena

0 comentários

Abdução alienígena é o nome que se dá ao seqüestro e abuso físico de seres humanos por criaturas do espaço ex­terior. Parece produto de uma mente doentia - e talvez seja. Só que são milhões de mentes doentias.

Numa pesquisa realizada em 1991 nos Estados Unidos pela Roper Organization, 3,7 milhões de pessoas afirmaram ter sido seqüestradas por alienígenas e submetidas a exames físicos invasivos. É a população de Cingapura. Imagine Cingapura inteira sendo seqüestrada por um disco voador e violentada por alienígenas. É mais ou menos isso.

Os relatos dos abduzidos são surpreendentemente parecidos:
·         A vítima acorda paralisada com a sensação de que alguém ou alguma coisa está no quarto. Ela vê luzes ou objetos luminosos flutuando ou invadindo o ambiente (uma luz forte que entra pela porta, por exemplo). Em lugares abertos, é paralisada por um raio de luz que sai de um OVNI (Objeto Voador Não Identificado).

·         O seqüestrado tem a sensação de que esteve voando, embora não possa explicar como nem o porquê.

·         Além disso, experimenta a chamada "supressão de tempo: O abduzido tem a sensação de que muito tem­po se passou, mas não consegue se lembrar do que fez ou onde esteve no período desaparecido. Geral­mente, ele só se recorda da experiência por meio de hipnose regressiva.

·         Abduzidos freqüentemente reclamam de molestamento sexual, afirmando que seu esperma ou seus óvulos foram roubados.

·         Algumas vítimas apresentam cicatrizes misteriosas. Outras afirmam que objetos metálicos foram implantados no seu corpo.


Se você já experimentou quatro desses cinco sintomas é possível que já tenha sido seqüestrado e abusado por
alienígenas. Mas não entre em pânico. A maioria dos abduzidos considera a experiência positiva, apesar do trauma
eventual.

A abdução alienígena não é muito diferente da chamada experiência de quase-morte, na qual a pessoa descreve túneis de luz, anjos e a presença de familiares desencarnados. Também tem um certo parentesco com os demônios sexuais íncubus e súcubus, que assombravam os religiosos na Idade Média. Talvez seja o mesmo fenômeno visto de várias maneiras por vítimas com formação cultural diferente.

O psicólogo americano Michael Persinger sugere que a experiência está relacionada a um estado cerebral conhecido como "paralisia do sono”: Antes de adormecer, entre o esta­do hipnagógico (transição vigília-sono) e o hipnopômpico (transição sono-vigília), a pessoa pode experimentar a sen­sação de que está aprisionada à cama, sem conseguir se mover ou falar. Ela também pode fantasiar um tipo de presença no ambiente mas, como está paralisada, não consegue gritar por socorro. A experiência dura poucos segundos - que parecem horas para a vítima. '


Fim do mistério? Que nada. Está só começando. Todos os abduzidos descrevem o mesmo tipo de alienígena: uma criatura baixinha, de cabeça ovalada, pele cinzenta, com grandes olhos negros sem pálpebras. Entre os ufólogos, esses monstrengos espaciais são conhecidos como GREYS. Eles seriam o tipo mais comum entre as várias entidades extraterrestres que visitam nosso planeta. Algumas teorias conspiratórias afirmam que o objetivo das abduções é pesquisar a biologia terráquea para que os greys possam produzir um HÍBRIDO HUMANO-AlIENíGENA e conquistar o planeta.

Identifique sua Conspiração

0 comentários
O que (ou quem) esenvolvido em cada uma das tramas deste livro



Alienígenas

Os imperialistas galácticos que controlam nosso planeta
Estranhas Coincidências

Coincidências não existem. Então que cazzo é isso?!
Mutação Biológica
Organismovivomodificados secretamente em laboratório
Farsa Histórica

A história não é exatamente o que nos ensinaram na escola
Nazistas

O Terceiro Reich não morreu. Só mudou de endereço e telefone
Dominação Mundial

Tudo o que eles querem é poder, não importa o preço
Satanismo

Anticristo superstar e seus capetas preparam o Apocalipse
Sugestão Mental

A sua percepção da realidade é manipulada
Sociedades Secretas

As forças ocultas que  manipulam o nosso (?!) mundo
Humor Doentio

Qual é a graça de inventar falsas conspirações?
Mundos subterrâneos

O que vem de baixo nos atinge. Mesmo que não saibamos



quarta-feira, 16 de junho de 2010

Vozes na Cabeça

0 comentários
Por que alguém escreve um blog sobre conspirações?

Pare de ler este blog agora. Você tem coisa melhor a fazer. Você tem mulher, casa, filho, cachorro, gato e emprego. Você poderá admitir, mas gosta da rotina: Pega o carro toda manhã na garagem. Chega no escritório e bebe café no copo de plástico. Paquera a gostosa do marketing. Vai para a praia no sábado de manhã. Faz plano. Sua vida é segura. Tranqüila. Calma. Previsível. Talvez previsível demais, você pensa. Seria melhor viver num universo paralelo, cheio de aventura e perigo. Segredos e mistérios.
Tramas macabras e excitantes. Foi por isso que você encontrou o blog ("Seres Conspiratórios? Deve ser interessante...”) e começou a ler a o artigo "Vozes na Cabeça". 
Blog errado, meu amigo. Se você gosta da sua rotina, da sua vida previsível, do seu mundo pacato e das suas certezas, feche este blog agora. Você não vai dormir em paz se for em frente.
Talvez não durma nunca mais.



▲▲▲





Você continua aí?
Muito bem. Então prossiga por sua conta e risco.
Este é um blog de conspirações baseado no livro "Conspirações: Tudo o que eles não querem que você saiba". Todas as conspirações já arquitetadas, denunciadas, reveladas, pesquisadas, forjadas ou imaginadas. Todas as conspirações já relatadas em livros, documentos, websites e lendas urbanas. Todas as conspirações que o autor Edson Aran conseguiu descobrir.

Comece a ler este blog por onde quiser. Procure o verbete que você acha mais interessante e deixe que as referências cruzadas conduzam a sua leitura. Sempre que você encontrar uma palavra escrita em letras MAIÚSCULAS PRETAS isso é um link e significa que há outro verbete que complementa ou aprofunda o primeiro texto. Algumas indicações de leitura estão diretamente relacionadas à teoria conspiratória que você persegue. Outras têm relações indiretas e muito mais excitantes.
De qualquer forma, você vai entrar num labirinto. Nada é o que parece. Os caminhos se bifurcam, convergem, mudam, desviam e podem levá-Io a lugares completamente imprevisíveis. Não adianta amarrar um fio na entrada para voltar pelo mesmo caminho. Não existe saída.
A conspiração é parte da história humana. Sempre foi. Nós conspiramos pra manter nosso emprego e conquistar a gostosa do mar­keting. Nós conspiramos quando aumentamos o preço do carro que queremos vender. Nós conspiramos quando exageramos nossas realizações para conseguir um aumento. Nós conspiramos quando criamos ou reproduzimos boatos desagradáveis sobre o colega de trabalho cuja posição cobiçamos. Nós conspiramos. É a nossa natureza. E quando o adversário percebe nossa estratégia dissimulada de sabotagem, nós o acusamos de paranóico.
O conspirador mais eficiente é aquele que convence o maior número de pessoas de que seus delatores são malucos.
Ou que arquiteta tramas tão bizantinas que é impossível des­ vendar seus objetivos reais.
Isso nos leva a uma especulação das mais interessantes. A conspiração mais absurda, ridícula e inacreditável que você encontrar neste blog talvez seja, na verdade, a única que merece crédito. Pense nisso.

▲▲▲

Outra coisa que você precisa saber antes de entrar no labirinto: não existem falsas conspirações. Toda conspiração, qualquer uma, e verdadeira. Eu explico. Quando um grupo social, étnico ou religioso e acusado de tramar secretamente pela dominação mundial, a conspiração se torna imediatamente real. Depois que a denuncia e feita, já não importa se e concreta ou decrépita. Mesmo que seja totalmente desprovida de lógica, a trama se torna verdadeira. Os supostos conspiradores vão perder o resto da vida tentando desmontar a acusação. Não adianta. Alguém sempre acreditara nos acusadoresTalvez alguém ate imagine que a solução do problema e isolar os supostos conspiradores em guetos ou prisões. Talvez alguém invente uma solução final para os conspiradores. Talvez a unica forma de defesa dos acusados seja ação. Talvez eles precisem tornar real a conspiração atribuída a eles.
Veja:
- Há um conspirador por trás de toda conspiração.
- Há um conspirador por trás de toda suspeita de conspiração.
- Há um conspirador por trás de toda denuncia de conspiração.

▲▲▲

Teorias conspiratórias nunca são inocentes. A tese mais ingênua pode escondeobjetivos dos mais tenebrososUm exemplo. Muita gente acredita - talvez você também acredite - que ciência oficiaignora os vestígios de uma super-civilização na nossa pré-história. Chame esta civilização de Atlântida. Chame de Lamúria. Chame do que quiser.
Todos nos torcemos secretamente para que a arqueologia oficial esteja errada. A idéia de ancestrais superpoderosos, semidivinos, sempre mexeu com a imaginação humana. E a Idade do Ouro, o Paraíso perdido.
Mas a crença numa raça superior, capaz de construir um império marítimo quando o resto da humanidade ainda era um aglomerado de tribos bárbaras, esconde armadilhas insuspeitas. Cedo ou tarde, qualquer raça que se pretende superior toma para si o trabalho de eliminar as raças inferiores. Cedo ou tarde, a crença na existência da raça superior faz com que os crédulos se sintam superiores. Cedo ou tarde, isso tudo acaba em bobagem.
Cuidado com as entrelinhas, leitor. Atenção aos subplots. Fique atento, principalmente, às idéias sugeridas e não explicitadas.
E, acima de tudo, desconfie de tudoo que você lê. Deste Blog, inclusive.
E tenha cuidado ao zombar de idéias aparentemente absurdas.
Veja que estranho: a mesma mídia que despreza os esforços de uma seita maluca para criar um clone humano celebra a existência de uma inteligência cósmica que se dedica a cuidar do universo. Alguém aí consegue me explicar por que a primeira idéia é mais risível do que a segunda?
O conjunto de idéias que dá suporte ao senso comum é resultado de uma gigantesca seqüência de expurgos. Sobreviveram apenas os conceitos que causam menos estranheza, produzem menos cacofonia e não subvertem a ordem estabelecida. A história, alguém já disse, é escrita pelos vencedores. As idéias tambémO mundo cartesiano e lógico que está aí fora é só mais uma conspiração bem orquestrada.
O caçador de conspirações é o herege do Terceiro Milênio. Ele nega a verdade consensual e inventa· suas próprias certezas. Às vezes, inventa até os próprios inimigos.

▲▲▲

Mas, por que, você pensa alguém resolve viver dentro de um roteiro de filme B? A vida já é complicada demais. Tem trânsito, poluição, patrão, aluguel, salário baixo, gente chatablog chatoPor que inventar problemas? Por que viver num mundo controlado por sociedades secretasentupido de bases alienígenas subterrâneas, manipulado por nazistas foragidos e assombrado por denios?
É simplesO herói se mede pelo vilãoDenunciar uma organização secreta faz de qualquepobre mortal um super-herói. Além disso, justifica nossos eventuais fracassos. A culpa nunca é nossa, é sempre deles. Eles. Them. Os outrosEu não estou OK, você não está OK alguém, com certeza, é responsável por isso.
O problema é que a teoria conspiratória é como o monstro do doutoFrankenstein: quem a cria geralmente é destruído por ela. Ela ganhvida própriaGanha acréscimosGanha evidênciasGanha adeptosE, como a criatura criadpelo barão, sai pelmundo arrumando confusão.
Conspiração é um perigo. Até para quem conspira.
Se você chegou até aqui, não adianta tentar convencê-Io a não prosseguir. Vá em frente e divirta-se. E caso alguma das várias considerações relatadas aqui o deixe realmente intrigado, dê uma espia  da na seção "Bibliografia, web sites e outras leituras interessantes':
Alvocê vai encontrar todas as dicas para continuar sua aventura (sua pesquisa, sua luta, sua denúncia) por contra própria.
Desconfie de tudo o que lerMas esteja alerta para a possibilidade de que em algum lugar destas páginas talvez exista uma grande verdade oculta.
Este mundo é dos que acreditam leitor. Nós só vivemos aqui.
Paulo Henrique
ARAN Junho, 2010.
 

Seres Conspiratórios. Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com